domingo, 10 de setembro de 2017

Conversa de Zé

O Zé pergunta:
- Seu Zé, tu qué transformá teu açougue na maió empresa de carne do mundo?
Seu Zé desconfiado:
- Num sei... u qui tenho qui fazê?
Zé responde:
- Só precisa aumentá o capitá e aceitá um novo sócio.
Seu Zé continua desconfiado:
- I quem vai sê esse outro sócio?
- Ora, o Governo, é craro!
- E o Governo entra com quanto?
- Com bilhões de dinheiro vivo!
- Mas aí vou perdê a maioria!
- Perde não! Nóis valoriza a sua parte. O que vale 1 real vai valer 1 milhão de real!.
- Assim ninguém perde, não é?
- Uai, sô! Tem quem perde! Já viu negócio que ninguém perde? No causo, o povo perde, nóis ganha!
Seu Zé, ardiloso, volta ao assunto:
- Oh Zé, se mal pregunte, me explica quem é esse tal de governo?
- Vamos dizer assim: a República é a deusa que não aparece; o Governo é a Igreja dessa Deusa; o Governo é chefiado por um montão de gente! Tem papa, tem cardeal, tem bispo, tem padre, tem pastor, tem apoiador, tem colaborador, tem divogado, tem sacoleiro, tem despachante... Um trem de gente que trabalha no Governo ou a favor dele!
- Quer dizê: a gente reza pra República, ajoelhado na frente do Governo e paga dízimo aos seus representantes, é isso?
- Isso mesmo seu Zé! Mais a gente pode rezar na frente do Governo ou dentro dele, si o senhô me entende...
Seu Zé esfrega as mãos como estivesse se consolando:
- Ora, povo que se foda, não é mesmo?
- Que se foda povo e divogado!
- Mais nós vai precisá de divogado pra escrevê esse trem todo!
- Nóis compra divogado! Tem um montão de divogado à venda!
- Então compra uma divogada gostosa!
- Por causo de quê?
- Uai, sô! Pruquê eu gosto!
- Pode deixá! Óia! O seu gravadô está cendendo uma luzinha vermêia!
- Mais que trem danado! Esqueci de trocá a bateria!
- Então, troca a bateria e vamu conversá tudo de novo.

Rentabilidade de alguns Bancos no Brasil, em relação ao patrimônio líquido

Dados de 2016
BANCO
LUCRO LÍQUIDO
(R$ Milhões)
PATRIMÔNIO LÍQUIDO (R$ Milhões) *
LUCRO/PATRIMÔNIO LÍQUIDO (%)
Ourinvest
39,0
35
111,4
KDB
89,2
96
92,7
Banpará
231,4
599
38,5
Rendimento
36,2
126
28,5
Bank of America Merril Lynch
380,9
1.468
25,9
Carrefour Soluções Financeiras
379,8
1.550
24,5
Banese
65,5
272
24,0
Paulista
36,2
155
23,2
Itaú Unibanco
21.639,1
105.576,3
20,5
BRB
200,5
1.113
17,9
Bradesco
15.083,3
85.807,9
17,5
A. J. Renner
17,2
102,8
16,7
Banco do Brasil
8.033,6
79.160,2
10,1
Santander
5.533,0
54.764,3
10,1
(*) Patrimônio Líquido deduzido do Lucro Líquido do Exercício.
Fonte: Números fornecidos pelo Jornal Valor e tabela laborada pelo autor.


Comentário: Imagine uma empresa que tem um lucro líquido de um exercício superior ao valor total de capital investido durante sua existência. Impressionante! Foi o que aconteceu com o Banco Ourinvest em 2016. O lucro representou 111,4% do patrimônio, líquido e deduzido do lucro obtido. Em segundo lugar no índice rentabilidade, ficou o Banco sul coreano KDB. E em terceiro, o sensacional desempenho do Banpará, Banco múltiplo do Estado do Pará. 

sábado, 9 de setembro de 2017

Dinheiro do petróleo

A produção brasileira de petróleo já registrou um aumento superior a 12% neste ano, em comparação ao mesmo período de 2016. O motivo principal do crescimento foi a arrancada de produção dos campos localizados no pré-sal, oriunda de 69 poços produtivos, mas, principalmente, pela produção do gigantesco campo de Lula (nome dado em relação ao molusco, não por causa do ex-presidente). Aliás, lula é crustáceo ou molusco? Acho que é molusco...

Com isso, a produção maior na costa dos estados capixaba, fluminense e paulista se desloca para o sul, a beneficiar, agora, os Municípios de Maricá e de Niterói, que se tornaram os maiores arrecadadores de royalties de petróleo e participações especiais em campos com grande produção.

Em valores, Niterói já recebeu até agosto o valor de R$420 milhões em royalties. Maricá faturou R$520 milhões, tornando-se o campeão em royalties, com Niterói em segundo lugar. Para dar uma ideia de grandeza, Niterói arrecadou, no mesmo período, R$320,8 milhões em IPTU e R$262,1 milhões em ISS. Bom lembrar de que a receita do IPTU é quase toda arrecadada no primeiro semestre do exercício. E a de royalties continua a cada mês.  

Muito dinheiro na mão deixa o prefeito nervoso. Parece que o de Niterói se mantém calmo, sem vontade de fazer besteira, como, por exemplo, aplicar porcelanato na calçada, como fez Rio das Ostras em seu período dourado. Dinheiro para ser aplicado em infraestrutura e que não exija despesas permanentes de custeio. Faz-se a obra e acabou, com possíveis despesas de manutenção, mas ocasionais e controladas.

Parece (e contamos com isso!) que o Prefeito de Niterói está com os pés no chão. Ele disse que vai usar parte do dinheiro na modernização da arrecadação municipal, a destacar o IPTU, ISS e a cobrança da dívida ativa. Em outras palavras, sistemas informatizados, treinamento dos servidores, inteligência fiscal. E disse também que pretende investir em ações de limpeza, urbanização, asfalto, macrodrenagem e contenção de encostas. Faltou dizer: proteção rigorosa das nossas reservas florestais e de meio ambiente.

Bem, estamos de olho, Senhor Prefeito!